Presidente da República lança construção de infraestruturas em Nampula

Data: 12/12/2017

O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, procedeu, em Nampula, ao lançamento da primeira pedra para a construção de duas infraestruturas de vital importância para a Província, e para a região norte do país como um todo.

Trata-se do Hospital Geral de Nampula, e da estrada  Estrada Nacional número 104, que liga a cidade de Nampula ao distrito de Nametil, numa extensão de cerca de 70 quilómetros.

No acto do lançamento da primeira pedra para a construção do Hospital Geral de Nampula, o Presidente Nyusi exigiu que cada cidadão, família, líder comunitário, assim como as autoridades governamentais se envolvam em acções concretas para evitar a ocorrência de doenças como a cólera, malária e outras que apoquentam a província.

O Presidente da República desafiou também o Ministério da Saúde a preparar uma campanha nacional de combate à malária para o próximo ano, com um plano de acção concreto e que inclua responsabilização em cada fase de desenvolvimento do programa.

Falando especificamente aos cidadãos daquela província nortenha, o estadista disse que não se deve ser campeão de doenças, revelando que a província de Nampula é a que mais contribui para que a malária e a cólera sejam ainda doenças fatais.

Porém, para o Chefe do Estado, enquanto a campanha nacional de combate à malária não chega, a população deve apostar pela prevenção, que é a melhor maneira de combater doenças, o que deve ser feito com uso devido das redes mosquiteiras e recurso à pulverização.

Neste requisito, o Presidente Nyusi fez um parênteses para criticar os que recusam abrir as portas das suas casas para os pulverizadores, dizendo que uma casa não pulverizada não só afecta os seus moradores como pode pôr em risco a vida dos vizinhos.

Uma parte das pessoas que resiste à pulverização, de acordo com o Presidente da República, alega que anda muito ocupada com os afazeres diários, e sobre isso, o Presidente Nyusi foi categórico: “é preciso dar tempo à vida”.

Quanto ao hospital a caminho, na percepção de Chefe do Estado, o lançamento da primeira pedra para a construção da infra-estrutura representa o desenvolvimento do Sistema Nacional de Saúde.

Já no lançamento da primeira pedra para a construção da estrada Nampula-Nametil, o Presidente da República disse que o início das obras de asfaltagem, é o primeiro passo para a interligação inter-distrital nesta região do país.

“Este projecto, integrado num dos pilares da nossa governação na área de infra-estruturas, estende-se desde Nampula, a Angoche e Moma, e este primeiro passo faz-nos acreditar que isso será possível”, explicou Chefe do Estado.

Lembrou, a título de exemplo, a conclusão da asfaltagem dos troços Nampula-Ribaué-Malema, e o trabalho em curso na estrada Malema-Cuamba, assegurando que o seu Executivo está ciente de que as rodovias em causa são fundamentais para o desenvolvimento do país.

“A asfaltagem da rede de estradas é um dinamizador para o transporte de grande parte da produção e facilita a logística da sua cadeia de valor. Em Junho passado, assistimos ao arranque das obras Cuamba-Lichinga. A nossa intenção é criar condições para que os moçambicanos andem de Maputo até Lichinga ou Metangula, passando por Nampula, em estrada asfaltada”, disse o Presidente Nyusi.

O Chefe do Estado referiu que o arranque das obras de asfaltagem da estrada Nampula-Nametil é o início de uma caminhada rumo à concretização de um grande e antigo sonho, que vai impulsionar o desenvolvimento dos distritos da região sul da província de Nampula.

De referir que a interligação, usando o modal rodoviário, vai garantir o escoamento da produção agrícola e pesqueira entre os distritos de Nampula, Angoche, Moma, Monapo e Meconta.

Ainda na Província de Nampula, no distrito de Nacala, o Chefe do Estado inaugurou uma fábrica de processamento de farinha de trigo e sêmea, pertecente ao grupo MEREC Industries.