PR convida empresários quenianos a investir em Moçambique

Data: 11/08/2023
 
DSC_9350

Maputo, 11 de Agosto de 2023 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, exibiu hoje as potencialidades de investimento estrangeiro aos empresários quenianos, a quem convidou a direccionarem os seus investimentos nos mais variados domínios para aproveitarem o ambiente favorável que o país detém.

Num fórum de negócios subordinado ao tema “Desbloqueando o potencial do comércio a investimento entre Moçambique e Quénia”, que juntou no mesmo espaço empresários dos dois países no âmbito da visita de Estado do Presidente queniano, William Ruto, O Chefe do Governo moçambicano mostrou dados estatísticos que comprovam a existência de um ambiente favorável ao investimento estrangeiro em Moçambique

O Presidente da República informou àqueles homens de negócios que o potencial de recursos do país inclui o dividendo o demográfico, os recursos naturais e a localização geográfica na região da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC).

Referiu que neste momento a economia nacional está a atravessar um momento favorável e bastante positivo, tendo registado um crescimento 4,17 por cento no primeiro trimestre deste ano, impulsionado pelos sectores primários da indústria extractiva, agricultura e o sector de lazer e turismo que se recupera do impacto da pandemia da Covid-19.

“Esta evolução decorre, em grande parte, pelas acções contínuas da melhoria do ambiente de negócios em colaboração com o sector privado. Esta melhoria acontece a par do Pacote de Medidas de Aceleração Económica, revisão da Lei de Trabalho e da Lei de investimento para tornar mais flexível o processo de investimentos primários”, disse o estadista.

Estatísticas revelam que Moçambique aprovou 13 projectos de investimento directo estrangeiro do Quénia entre 2017 e 2021 no valor total de 77 milhões de dólares norte-americanos, dos quais 34 milhões constituem investimento directo susceptível de criar 660 postos de trabalho para moçambicanos. Este investimento foi para indústria, agricultura e agro indústria, serviços de transportes e comunicações e hotelaria e turismo.

No que diz respeito às trocas comerciais, apesar de a balança comercial ser favorável a Moçambique nos últimos cinco anos, registou-se um crescimento de mais de cem por cento a nível das exportações.

Para o Presidente Filipe Jacinto Nyusi, esta realidade “atesta a oportunidade para o incremento significativo das trocas comerciais com resultados imediatos no PIB [Produto Interno Bruto], emprego e na diversificação económica dos nossos países”.