PR: ‘’O país está estável’’

Data: 07/08/2023
 
PR com a Comunidade Moc. na Republica Checa

Praga, 07 de Agosto de 2023 – O Presidente da República, Filipe Jacinto Nyusi, assegurou hoje em Praga, capital da República Checa, que Moçambique está estável, com os poderes Executivo, Legislativo e judicial a funcionarem plenamente.

Falando num encontro com a comunidade moçambicana residente na República Checa, acto que marcou o iniciou da Visita Oficial a este país europeu, o Chefe do Estado realçou que até Junho do presente ano ainda havia ruídos em torno da paz, pois não se podia viajar em segurança. Mas, segundo disse, “a nossa arma principal foi o diálogo que nos conduziu para o fim deste romance duro para os moçambicanos.

“A 15 de Junho, simbolicamente foi-nos entregue a última arma do processo de Desarmamento, Desmobilização e Reintegração (DDR) dos homens armados da Renamo e estamos a trabalhar para ver se pagamos as respectivas pensões”, sublinhou o Estadista moçambicano.

Na ocasião, o Chefe recordou que o terrorismo, que começou em 2017, evoluiu em 2018 e atingiu o pico em 2021, está a ser travado com a intensificação das acções das Forças de Defessa e Segurança (FDS), apoiadas com as tropas da SADC e do Ruanda, incluindo a participação activa da força local, maioritariamente constituída por combatentes da luta de libertação nacional.

“Podemos dizer que a estabilização foi feita porque as todas vilas que estavam nas mãos do inimigo já estão livres, concretamente Mocímboa da Praia, Palma, Quissanga, Macomia, Muidumbe, com as populações a regressarem as suas zonas de origem. Estive em Palma na 6ª Feira, onde fizemos a reabertura do Banco, passeamos no mercado e notamos que a vida está a ressurgir e as pessoas não querem pensar na maldade e querem mais espaço para poderem produzir”, assegurou o governante moçambicano.

Por outro lado, o Presidente Nyusi fez saber que o terrorismo não acabou, porque é muito difícil terminar. “O terrorismo não tem fórmula, é uma guerra estranha onde operam em pequenos grupos, mas estão a ser perseguidos pelas FDS”.

Para o Presidente da República, a economia do país está a animar com o pacote de medidas que facilitam o negócio e a burocracia está a ficar para traz.

“Este ano estamos a espera de um crescimento de 5.3 por cento, mas tudo indica que se o ritmo continuar como está, podemos atingir os 7 por cento do PIB”, referiu.

O Presidente da República fez saber aos moçambicanos residentes na República Checa que o país vai acolher eleições autárquicas a 11 de Outubro próximo, em 65 autarquias, para as quais já estão a ser apresentadas as candidaturas.

“O país esta livre e cada um pode fazer o que quiser, desde que siga as regras de jogo”, realçou.

Em resposta as intervenções apresentadas pelos compatriotas, o Chefe do Estado realçou que os moçambicanos residentes na República Checa são poucos, mas são de qualidade e úteis, próximos de projectos e estão a acrescentar valor.

“O que nós queremos é sentirem-se bem onde quer que estejam, apesar do nosso interesse em fazerem algo para o país. Contamos convosco a qualquer momento”, ressalvou o Presidente.